TopoCima

Certificados do Tesouro

Ao longo dos anos os certificados de aforro têm sido uma forma de investimento que muitas pessoas adoptaram, especialmente por oferecerem protecção do Estado. Contudo, nos anos mais recentes os certificados de aforro têm perdido o interesse dada a baixa remuneração actual.

Uma vez que o Estado Português tem tido necessidade de se financiar e os certificados de aforro já não captavam o dinheiro dos aforradores, foram lançados em Julho de 2010 os certificados do Tesouro, títulos de dívida pública com uma remuneração interessante. Estes certificados do Tesouro são especialmente interessantes para o investidor prudente e que tenha expectativas de manter o investimento pelo período mínimo de 5 anos.

Risco

Actualmente é um pouco difícil avaliar o risco dos certificados de tesouro. Por um lado têm a garantia do Estado Português, por outro os “mercados” têm constantemente subido o risco de incumprimento do Estado. De qualquer forma, e se decidir aderir aos certificados de tesouro, o melhor é diversificar o seu investimento e não colocar os ovos todos na mesma cesta.

Remuneração

A remuneração dos certificados do Tesouro é anual e a uma taxa pré-determinada (que aumenta com o passar dos anos), embora dependa da altura em que se tenha efectuado a subscrição. Isto significa que se subscrever hoje (Setembro 2010) receberá 5,15% anuais se mantiver os certificados pelo período total (10 anos), 3,85% se mantiver os certificados por 5 ou mais anos e menos de 10 e 1,40% se mantiver os certificados menos de 5 anos. Contudo, se subscrever os certificados para o mês seguinte, as taxas serão diferentes.

Imaginando que mantém os certificados por 10 anos, nos primeiros 4 anos recebe a taxa mínima, no 5º ano recebe um valor equivalente a como se a taxa intermédia tivesse sido aplicada durante os 5 anos, do 6º ao 9º anos recebe a taxa intermédia e no 10º ano recebe um valor equivalente a como se a taxa mais elevada tivesse sido aplicada durante os 10 anos.

Ao longo dos próximos dias conto publicar um simulador que o vai ajudar a simular a remuneração que pode obter com os certificados do Tesouro, não perca.

Mobilização antecipada

Os certificados do Tesouro só não podem ser resgatados nos primeiros 6 meses. Depois desse período pode resgatá-los a qualquer altura, sendo apenas penalizado nos juros vencidos e não pagos.

Onde subscrever

Os certificados do Tesouro pode ser subscritos nos CTT ou no site AforroNet.

Mais informações

Consulte os seguintes sites para obter mais informações:

Dúvidas

Caso tenha dúvidas, sugestões ou correcções, por favor deixe um comentário.

Partilhe:

,

22 Comentários a Certificados do Tesouro

  1. Orlando Vau Dezembro 2, 2010 at 10:51 #

    bom dia

    Gostava de saber se em face de novo orçamento as ajudas de custo para 2011 serao taxadas para seg social e IRS??

    atentamente

    Orlando

  2. José Dezembro 22, 2010 at 19:29 #

    Boa noite,

    Tendo em conta que a cotação para subscrições no mês seguinte é conhecida no antepenúltimo dia de um determinado mês, é possível subscrever Bilhetes do Tesouro no período que decorre desde o antepenúltimo dia até ao último dia de um determinado mês, à cotação desse mês?

    Obrigado desde já,
    José.

  3. Pedro Pais Dezembro 22, 2010 at 23:23 #

    @José,

    Confesso que não sei dizer… Pode ser que alguém neste tópico o possa ajudar: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3481.0.html

  4. RuiPcoelho Dezembro 23, 2010 at 0:03 #

    @José
    @Pedro

    Sim, é possível. Eu já o fiz.

    Cumprimentos e Feliz Natal

  5. Luis Gouveia Dezembro 30, 2010 at 1:13 #

    José,

    Não, não é possível.
    A título de exemplo, foi hoje publicada a taxa a vigorar para subscrições em Janeiro de 2011 (6,40% a 10 anos).
    Mas essa taxa é válida apenas para subscrições feitas a partir do dia 1 de Janeiro de 2011.

  6. RuiPcoelho Dezembro 30, 2010 at 23:29 #

    José e Luís Gouveia,

    Sim é possível o que eu percebi da sua pergunta:
    Dia 30 foi publicada a taxa a vigorar para subscrições em Janeiro de 2011, 6,40% (10 anos). Então poderia hoje e pode amanhã, dia 31, subscrever os certificados com a taxa de 6,50% (10 Anos) que é a que vigora ainda este mês de Dezembro.
    É evidente que em Janeiro já vigora a nova taxa e já é impossível subscrever com taxa antiga.

    Cumprimentos

  7. Carlos Silva Abril 7, 2011 at 18:24 #

    Com a situação de resgate anunciada ontem, há algum risco para os subscritores de certififcados do tesouro?

  8. Pedro Pais Abril 8, 2011 at 0:32 #

    @Carlos Silva,

    Boa questão. Sugiro que acompanhe aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3481.0.html

  9. Guida Julho 18, 2013 at 16:44 #

    É impressão minha ou toda esta informação sobre os CT é antiga e deve estar desactualizada? Gostava de ter informação sobre as condições actuais para subscrição de CT, ainda para mais porque ouvi (por alto) qulquer coisa sobre os pequenos investidores o poderem fazer directamente, sem necessidade de continuar a pagar comissões aos bancos.
    Aguardo e agradeço o esclarecimento possivel

    • Miguel Julho 30, 2013 at 7:38 #

      Bom dia Guida

      Acho que não é possível subscrever CT desde 31 de agosto 2012

      Cumprimentos

      Miguel

  10. Guida Julho 30, 2013 at 9:46 #

    Obrigada Miguel. Vou-me manter atenta à evolução deste assunto.
    Cumprimentos
    Guida

Trackbacks/Pingbacks

  1. Novidades | alexanderc0499 - Dezembro 9, 2010

    [...] Certificados do Tesouro [...]

Deixar uma resposta

Current day month ye@r *