TopoCima

Comissões bancárias

A utilização de uma conta bancária envolve frequentemente um conjunto de comissões, entre as quais se destacam:

  • Manutenção de conta
  • Anuidade do cartão de débito
  • Anuidade do cartão de crédito
  • Comissões sobre transferências

Estas comissões podem não envolver valores individuais muito elevados, podendo variar entre os € 1 (e.g., caso de algumas transferências) e as várias dezenas de euros (e.g., anuidade dos cartões), mas tudo somado é fácil chegar a € 100 ou mais Euros por ano, um valor a não descurar. Assim, de que forma se pode poupar?

Simulação de comissões bancárias num ano (casal)

Informar-se no seu banco de melhores soluções

Se verificar o preçário do seu banco (obrigatório estar disponibilizado no respectivo site) pode ver as diversas comissões para cada tipo de conta e geralmente existe em rodapé informação adicional sobre como pode ficar isento. Por exemplo, certos tipos de conta não estão sujeitas a comissões de manutenção, bem como cartões de débito/crédito mais simples. Informação pertinente que pode consultar.

Caso não consiga ver no preçário forma de evitar as comissões, pode contactar directamente o seu banco ou gestor de conta, expondo a situação e perguntando de que forma pode evitar os custos desnecessários, que por vezes pode ser conseguido mudando o tipo de conta ou reforçando os capitais aplicados (caso lhe seja possível).

Mudar de banco

Na hipótese do seu banco não lhe oferecer nenhuma solução adequada, pode sempre mudar de banco. Existem diversas instituições (e.g., Activobank e Best) que isentam de comissão as principais operações, chegando mesmo ao ponto de oferecer cartões de débito e crédito (pelo menos os mais básicos), poupando-lhe muito dinheiro. Não há grandes desculpas para deitar dinheiro à rua.

Um pequeno alerta: antes de proceder ao processo de mudança convém verificar se não está “preso” ao seu banco por algum crédito que contraiu ou oferta de que beneficiou.

Partilhe:

, ,

Ainda sem comentários.

Deixar uma resposta