TopoCima

Saber quanto IRS vai pagar a mais em 2013

Para ajudar a responder à pergunta de quanto IRS vai pagar a mais em 2013, desenvolvemos a Calculadora estimativa impacto taxas IRS 2013. Com esta calculadora poderá obter uma estimativa da diferença da colecta (imposto efectivo) entre o último ano entregue (2011) e as taxas que irão incidir sobre os rendimentos de 2013.

Esta calculadora tem em conta apenas a alteração de escalões de IRS, mas como é sabido, no OE 2013 existirão medidas adicionais que representam mais impostos, de forma geral e transversal.

Experimente e divulgue.

Já agora, aproveito para lhe relembrar dos novos escalões:

Rendimento colectável  Taxa normal  Taxa média
Até 7000 14,50% 14,50%
+ de 7000 até 20000 28,50% 23,60%
+ de 20000 até 40000 37% 30,30%
+ de 40000 até 80000 45% 37,65%
+ de 80000 48%   -

Última actualização: 14/11/2013

Partilhe:

, , , ,

85 comentários a Saber quanto IRS vai pagar a mais em 2013

  1. Tuga Abril 22, 2013 at 12:03 #

    este ano não esta previsto o pagamento em 20 dias… só Deus ( ou o Gaspar) sabem quando vão pagar…

  2. cris Abril 22, 2013 at 16:04 #

    Boa tarde

    A minha filha atingiu os 18 anos em 2012, estudante logo minha dependente, no entanto tem uma filha que e minha dependente, ou seja, não tendo a minha filha rendimentos tenho q ser eu e o meu marido a manter a minha filha e a minha neta, isto porque o pai nao contribui, foi-me dito que nãp posso meter a menina no meu Irs, alguem sabe dizer o que fazer?

    • Joaquim Felix Abril 22, 2013 at 19:02 #

      netos não entram, só filhos e enteados, mesmo assim têm de ter menos que 18 anos

      Uma filha que em 31 de dezembro de determinado ano seja menor de 18 anos é considerada como dependente para efeitos fiscais, o que significa que integra o agregado familiar dos pais e que os rendimentos que aufira são declarados conjuntamente com os dos pais.

      Ou seja a filha pode, se assim o entender, apresentar uma declaração em nome dela com
      os rendimentos por si obtidos, mas nesse caso deixa de poder fazer parte, para efeitos de IRS, do agregado familiar.

      Netos (para efeitos de IRS, não podem ser considerados dependentes do agregado familiar dos avós)

      Um casal tem uma filha maior (que não tem mais de 25 anos), estudante universitária, mãe solteira, dependente financeiramente e a viver com os pais, ela e a criança.
      Para efeitos de IRS, esta criança pode ser incluída no agregado família dos avós como dependente?
      O conceito de dependente para efeitos de IRS encontra-se estabelecido no n.º 4 do artigo 13.º do respetivo Código.
      Em nenhuma das situações previstas nas diferentes alíneas daquele normativo está prevista a possibilidade de um neto integrar o agregado familiar dos avós, uma vez que aí apenas se referem os filhos, enteados, adotados ou menores sob tutela que preencham as condições indicadas nas referidas alíneas.
      Contudo, lembramos que, por Despacho de 25/06/1991, a Administração Fiscal entendeu que um neto menor pode integrar o agregado dos avós desde que tal resulte de acordo sancionado pelo Tribunal que lhes atribua o exercício do poder paternal.
      Consequentemente, não se verificando a situação prevista no parágrafo anterior, no caso em análise não é possível considerar o neto como dependente do agregado familiar dos avós para efeitos de IRS, não obstante existir a dependência económica.

      cps

  3. Catarina Costa Julho 12, 2013 at 16:12 #

    Boa Tarde,

    Tenho 20 anos e vivo com os meus pais, sou estudante e propuseram.me um part-time com ordenado de 250€ por mês. No final do ano como poderei declarar esse dinheiro no IRS? Pode ir junto do IRS dos meus pais?

  4. pinto Fevereiro 25, 2014 at 21:41 #

    bom dia

    Queria dar os meus parabéns pelo teu blog do qual assisto desde 2005 ano em que comprei a casa o qual me ensinou como compreender spreeds (até a bancários expliquei como se calculava pasme-se :)), seguros e mais alem , e do qual todos os meses aprendo informação útil para ao dia a dia. Desde já o meu obrigado.

    Venho hoje como uma pergunta relativo a irs , a minha companheira de habitação (compramos casa em conjunto,sempre colocamos irs separados), está desempregada desde 2012 e no ano passado recebeu valores de ordenado em atraso e um valor acordado (50%) da indemnização devida, como faz tem declarar esse valor, no caso da casa como está em nome dos dois o imi da parte dela como não tem rendimentos o estado obriga-a pagar na mesma?

    Obrigado

Deixar uma resposta

Current ye@r *